Quarta-feira
18 de Maio de 2022 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,97 4,97
EURO 5,23 5,23
LIBRA ES ... 6,19 6,20
PESO (ARG) 0,04 0,04
PESO (URU) 0,12 0,12

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
S&P 500 0,31% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .
NASDAQ 0,02% . . . . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Campinas, SP

Máx
14ºC
Min
4ºC
Predomínio de

Quinta-feira - Campinas, S...

Máx
17ºC
Min
5ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Campinas, SP

Máx
17ºC
Min
5ºC
Predomínio de

Sábado - Campinas, SP

Máx
20ºC
Min
7ºC
Predomínio de

INSTITUCIONAL: Você sabia que o Projeto Aprimora-Pro encerrou 2021 com 100% de execução?

Em resposta à necessidade de realizar melhorias nos processos críticos de trabalho de maneira permanente, o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) desenvolveu, por meio da Secretaria de Governança, Gestão Estratégica e Inovação (Secge), o projeto Aprimora- Pro – Aprimoramento do Gerenciamento de Processos Críticos –, a fim de identificar e gerir pontos fracos e riscos, além de registrar o conhecimento produzido na Corte, através do mapeamento dos seus processos críticos. A demanda da preservação do conhecimento do Tribunal foi um ponto levantado pelo Comitê de Gestão do Conhecimento (Cogecon), ainda em setembro de 2020, em reunião realizada pelo grupo e que contou com a participação da Divisão de Planejamento e Monitoramento da Estratégia (Diple). A partir desse encontro, os membros do Cogecon e da Diple definiram que o projeto reuniria três seções para realização conjunta de atividades interdependentes: gestão do conhecimento, a ser realizada pela Seção de Retenção do Conhecimento (Seret); gestão de riscos, sob a responsabilidade da Seção de Monitoramento da Gestão de Riscos (Semor) e a gestão de processos de trabalho, que será realizada pela Seção de Análise e Melhoria dos Processos de Trabalho (Seamp). Entre o tempo de desenvolvimento do projeto, que começou a ser pensado em setembro de 2020, e sua total execução decorreram 15 meses, segundo informou a supervisora da Semor, Fabiana Garcia Cavalante, “o projeto foi devidamente concluído em 31 de dezembro de 2021”. De acordo com o Relatório de Acompanhamento do Projeto (RAP), disponível no Processo SEI nº 0026904-50.2020.4.01.8000, em dezembro de 2021, o percentual de Execução Acumulado do Projeto (EAP) chegou a 100%. A estimativa inicial do projeto era mapear 14 processos críticos das unidades do Tribunal, contudo “devido ao engajamento das unidades administrativas, o Aprimora- Pro ultrapassou a estimativa”, afirmou a supervisora da Semor. Processo autuados e relacionados ao Projeto Aprimora- Pro: (tabela no e-mail) Ainda segundo Fabiana, “a metodologia apresentada pelo Projeto Aprimora-Pro mostrou-se eficaz para o registro de conhecimento, identificação e gerenciamento de riscos, bem como, implementação de melhorias nos processos críticos, tendo em vista a possibilidade de monitoramento de riscos, pontos fracos nas etapas dos processos, além da instituição e desenvolvimento de controles internos”, afirmou a supervisora. Por isso, a recomendação da Semor é que “a partir de 2022 as unidades administrativas continuem utilizando a metodologia apresentada para mapeamento dos processos críticos, gerenciamento de riscos e implementação das melhorias”, concluiu a supervisora. RF Assessoria de Comunicação Social Tribunal Regional Federal da 1ª Região 
21/01/2022 (00:00)
Visitas no site:  5157643
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia