Sábado
02 de Julho de 2022 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,31 5,31
EURO 5,53 5,53
LIBRA ES ... 6,40 6,40
PESO (ARG) 0,04 0,04
PESO (URU) 0,13 0,13

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
S&P 500 0,31% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .
NASDAQ 0,02% . . . . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Campinas, SP

Máx
27ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Domingo - Campinas, SP

Máx
27ºC
Min
15ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Campinas, ...

Máx
25ºC
Min
14ºC
Predomínio de

Terça-feira - Campinas, S...

Máx
25ºC
Min
13ºC
Predomínio de

17/05/2022 - 16h58Três novos Cejuscs são instalados em comarcas mineirasUnidades foram inauguradas em Bocaiuva e Espinosa, no Norte, e Campanha, no Sul de Minas

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais instalou, nesta terça-feira (17/5), mais três Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) no Estado: nas comarcas de Bocaiuva e Espinosa, no Norte, e em Campanha, no Sul de Minas. As cerimônias ocorreram de forma remota e foram conduzidas pelo 3º vice-presidente do TJMG, desembargador Newton Teixeira Carvalho. Com isso, os Cejuscs passam a estar presentes em 293 das 297 comarcas mineiras. Até o final da gestão do presidente Gilson Soares Lemes, esses Centros estarão instalados em todas as comarcas, conforme prevê o Programa Justiça Eficiente (Projef). Na próxima quinta-feira (19/5), as comarcas de Lajinha, São Domingos do Prata e Mutum receberão os Centros Judiciários de Solução de Conflito e Cidadania. A Comarca de Nova Lima terá o Cejusc instalado antes do final da atual gestão.  Até o momento, a 3a vice-presidência do TJMG instalou 98 Cejuscs no Estado nos anos de 2020, 2021 e 2022. Segundo o 3º vice-presidente do TJMG, desembargador Newton Teixeira Carvalho, é "um grande prazer inaugurar novos Cejuscs em Minas Gerais". “É uma ferramenta indispensável para colocar em prática a chamada justiça do século XXI, que prioriza a conciliação entre as partes ao invés de um embate jurídico por meio de um processo judicial”, ressaltou. Ele também disse que, agora, o TJMG sai da fase "da quantidade de Cejuscs" no Estado, para "a fase da qualidade", prioridade na próxima gestão da 3ª vice-presidência, que será assumida pela desembargadora eleita para o biênio 2022-2024, Ana Paula Caixeta. “Teremos Cejuscs em todas as comarcas e agora vamos priorizar a qualidade dos serviços oferecidos à sociedade, com uma Justiça mais célere, menos belicosa e, sobretudo, mais democrática. Uma das próximas ações será o incentivo aos chamados Cejuscs itinerantes, que vão até as comunidades mais remotas para levar justiça aos cidadãos”, ressaltou o desembargador Newton Teixeira Carvalho. A cerimônia de instalação do Cejusc de Bocaiuva foi presidida pelo desembargador Newton Teixeira Carvalho (Crédito: Divulgação/TJMG) O juiz auxiliar da 3ª vice-presidência Ricardo Véras destacou a importância de se criar parcerias com outras entidades para aumentar o poder dos Cejuscs nas comarcas. “Com a ajuda de prefeituras e câmaras municipais, universidades e associações comerciais, podemos ampliar ainda mais a atuação dos Cejuscs nas comarcas e, consequentemente, levando a conciliação e mediação para toda a população”, salientou. Bocaiuva A diretora do foro de Bocaiuva, juíza Sônia Maria Fernandes Marques, considerou a instalação do Cejusc como uma medida de excelência da atual Presidência do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. “O Centro Judiciário coloca o cidadão como o principal sujeito na defesa dos seus interesses. O fato de um fórum possuir uma sala do Cejusc transmite ao cidadão um sentimento de maior acesso à justiça”, frisou a magistrada. O juiz coordenador do Cejusc de Bocaiuva, Rodrigo Kuniochi, disse que os Centros Judiciários permitem buscar soluções judiciais de forma mais célere e menos onerosa para a sociedade, pois cada acordo realizado por meio pré-processual, significa um processo a menos no Poder Judiciário. “Tenho certeza que o Cejusc presente em nossa comarca trará significativos avanços para a população da região”, afirmou. Também participaram do evento em Bocaiuva o vice-prefeito da cidade, Franklin Weslen; o juiz auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça, Leopoldo Mameluque; a promotora de justiça de Bocaiuva, Andrea Nunes Durães; a juíza da comarca de Bocaiuva Vivian Lopes Pereira de Figueiredo; e o representante da Ordem dos Advogados de Bocaiuva, Lucas Silva. A Comarca de Campanha, no Sul de Minas, também foi contemplada com o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Crédito: Divulgação/TJMG) Campanha A diretora do foro da Comarca de Campanha e coordenadora do novo Cejusc, juíza Karina Abdul Nour Tiosso, classificou como exitosa a iniciativa da atual gestão do TJMG em garantir a instalação dos Cejuscs em todas as comarcas do Estado. “Vivi isso no Tribunal desde o início, quando somente as comarcas com grandes acervos processuais eram comtempladas com os Cejuscs. O tempo passou e atualmente vivemos um grande momento, com os Centros Judiciários sendo instalados em praticamente todas as comarcas mineiras”, afirmou a juíza Karina Abdul ao enaltecer a determinação do Conselho Nacional de Justiça, que prevê e incentiva a instalação de Cejuscs em todo o país, como forma de disseminar a cultura da conciliação e mediação no Poder Judiciário. Também participaram da cerimônia de instalação do Cejusc na comarca o juiz auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça, Guilherme Sadi; o promotor de Justiça de Campanha, Paulo Barbosa; e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Campanha, Álvaro Maia Custódio. O diretor do foro de Espinosa, juiz André Gustavo Moreira, destacou a importância do Cejusc e do novo fórum para a comarca (Crédito: Divulgação/TJMG ) Espinosa O diretor do foro e coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Espinosa, juiz André Gustavo Lopes Moreira, disse que o Cejusc contribuirá para uma prestação jurisdicional ainda mais efetiva e justa. "Devemos sempre incentivar a mediação e a conciliação, por meio de uma ferramenta adequada para o acesso à justiça, ensejando a verdadeira pacificação social”, enfatizou o magistrado. O juiz auxiliar da Corregedoria Geral de Justiça, Leopoldo Mameluque, ressaltou o momento positivo vivido pela Comarca de Espinosa, que recebeu o Cejusc e, em breve, irá inaugurar seu novo fórum. “Tenho certeza de que o Cejusc e o novo prédio do fórum irão engrandecer muito a comarca”, afirmou. Também participaram da cerimônia de instalação o prefeito de Espinosa, Milton Barbosa Lima; o delegado da Polícia Civil de Espinosa, Eujécio Lima Filho; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Espinosa, Clovis Nunes Ramos; o comandante da Polícia Militar de Espinosa, tenente Ederson Neves; e o representante da Câmara Municipal de Mamonas, cidade que integra da comarca, Márcio Cruz. Diretoria Executiva de Comunicação – Dircom Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG (31) 3306-3920 imprensa@tjmg.jus.br instagram.com/TJMGoficial/ facebook.com/TJMGoficial/ twitter.com/tjmgoficial flickr.com/tjmg_oficial  
17/05/2022 (00:00)
Visitas no site:  5336992
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia