Quinta-feira
26 de Novembro de 2020 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,35 5,35
EURO 6,37 6,37
LIBRA ES ... 7,16 7,16
PESO (ARG) 0,07 0,07
PESO (URU) 0,13 0,13

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . . . . .
S&P 500 0,31% . . . . . . .
Dow Jone ... % . . . . . . .
NASDAQ 0,02% . . . . . . .

21/10/2020 - 18h37Comarca de Rio Pomba melhora desempenhoResultados positivos aparecem após implantação do planejamento estratégico

    Juíza Luciana Torres acredita e implanta o planejamento estratégico em Rio Pomba “É algo que não é sorte. É a segunda comarca em que dá certo.” Essa é a visão da juíza Luciana de Oliveira Torres, da Vara Única da Comarca de Rio Pomba, ao se referir à implantação do planejamento estratégico. Apoiar essa implantação e acompanhar seu desdobramento é uma das funções da Corregedoria-Geral de Justiça, por meio do Núcleo de Suporte ao Planejamento e Gestão da Primeira Instância (Nuplan). A unidade judiciária conseguiu uma redução de quase 21% do acervo físico. Em janeiro de 2020, havia na comarca 5.499 processos físicos. Em setembro, o número passou para 4.343. O índice de baixa no período destinado à implantação do desdobramento do planejamento estratégico, de março a junho, foi 260% superior ao índice médio de baixa registrado, segundo o Nuplan. Esse índice foi de 3,21. O índice de julgamento foi de 1,65, isto é, 125% superior ao índice médio de julgamento apurado no decênio 2009/2018. Até o momento, a comarca cumpriu em 90,61% a meta 2 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), restando o julgamento de apenas 97 processos para sua concretização efetiva. De acordo com essa meta, a Justiça Estadual deve reduzir em pelo menos 80% os processos distribuídos até 31 de dezembro de 2016 no primeiro grau. Para o superintendente adjunto da Secretaria de Planejamento da Corregedoria, juiz auxiliar Eduardo Gomes dos Reis, acompanhar resultados tão satisfatórios na unidade judiciária e melhorias no ambiente de trabalho é motivo de comemoração.   Juiz auxiliar Eduardo dos Reis elogia as conquistas Ambiente de trabalho “Mudamos todo o layout da secretaria cível. Antes todas as janelas ficavam fechadas, com cortinas e estantes na frente. Hoje, a secretaria se tornou mais clara, iluminada e com melhor disposição dos mobiliários”, afirmou a escrivã Rúbia Cristina Neves Dalmoro Coutinho. Sala onde funciona a área cível, após readaptação do ambiente Na sala onde funciona a área criminal, a servidora Rejane Silva Vieira Motta diz poder olhar um pouco mais para fora. “Trabalhava das 7h às 21h. Estava muito sobrecarregada. Era responsável por todos os procedimentos sigilosos, réu preso, alimentação do Sistema Eletrônico de Execução Unificado (SEEU), e ainda processos que finalizavam com dígitos de 0 a 4”, conta. Hoje, consegue admirar a vista que tem de sua sala.   Vista da sala onde Rejane atua Mudanças A juíza explica que a principal mudança foi alterar a pisão de trabalho por dígitos e passar para uma pisão por tarefas. “Com a ajuda do Nuplan, estabelecemos metas. Cheguei em janeiro e já alcançamos muitas delas. É preciso disciplina; mas, quando o resultado começa a aparecer, é muito bom”, comenta. Com resultados já bem evidentes, a juíza comemorou com a equipe. Encomendou um bolo e agradeceu o empenho e o esforço de cada um. Afinal, “é um trabalho de todos”, lembra. A comemoração foi simples e sem aglomeração. Comemoração pela conquista das metas alcançadas A pandemia, aliás, foi considerada um facilitador para a reorganização do trabalho. Inicialmente, com os prazos processuais suspensos, a equipe passou a ir ao fórum com o objetivo de separar os processos por categorias: aptos para arquivo permanente, pendentes de despacho, a serem digitalizados, entre outras. “Como a vara é praticamente física, não teria trabalho para todos em home office, e o que faríamos à noite e em finais de semana, fizemos durante o expediente, no fórum”, explicou a juíza. Sala de arquivo reorganizada Todos os processos anteriores a 1946 foram separados e destinados à Coordenação de Arquivo Permanente (Coarpe) do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). O ambiente onde ficavam os processos mais antigos foi totalmente reorganizado. “A previsão para organização era até março de 2021, mas todo o serviço foi concluído em setembro de 2020”, conta Rúbia. A escrivã Rúbia conta que cumpriram meta de destinação permanente de processos antes do previsto Metodologia que dá certo O primeiro resultado colhido pela juíza com o planejamento estratégico veio na Comarca de Coração de Jesus. Durante o curso que precede a entrada definitiva de novos juízes na magistratura, Luciana Torres teve um primeiro contato com o assunto e pressupôs que não era essencial na atuação de um juiz. Após a conclusão do curso e com a missão de implantar a metodologia na primeira comarca em que iria atuar, o fez como um encargo. Hoje é uma entusiasta da causa e garante que o resultado aparece. “A primeira coisa que fiz, quando vim para Rio Pomba, foi chamar o Nuplan. Tinha certeza de que era essencial implantar a metodologia aqui também. O perfil das duas comarcas é totalmente diferente e deu certo nas duas.” Ela reconhece não ser fácil mudar uma rotina de trabalho praticada há muitos anos. Mas afirma que, “com a secretaria organizada, as pessoas conseguem trabalhar muito melhor”. Sala onde funciona a área criminal, após implantação do planejamento estratégico Rejane também acredita e tem esperança de que o trabalho melhore ainda mais. “Lógico que estamos nos adaptando a tudo isso, tudo é muito novo. Foram várias mudanças em pouco tempo. Amo meu trabalho e visto a camisa. Então quero ver as coisas funcionando.” Rejane tem esperança que o trabalho continue a melhorar Contato A comarca que desejar implantar o desdobramento do planejamento estratégico pode enviar um e-mail para nuplan@tjmg.jus.br. A implantação é feita pela própria unidade judiciária, liderada pelo juiz e com o envolvimento da equipe. O Nuplan orienta o trabalho e sugere a utilização de várias ferramentas. Magistrados e servidores que quiserem conhecer algumas ferramentas de gestão devem acessar a Rede TJMG. O caminho é Institucional/Corregedoria/Desdobramento do Planejamento Estratégico.  
21/10/2020 (00:00)
Visitas no site:  3310058
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia